transcrever audio em texto
Destaque
Por Jorge Sampaio

Está cansado de escrever textos intermináveis? Use a sua voz para escrever mais rápido e sem cansar as suas mãos. Para isso, basta usar o reconhecimento de voz do Google para escrever os seus textos.

Posts Recentes

Conheça o robô Aspirador Deebot DM81

Por Jorge Sampaio → terça-feira, dezembro 11
Os robôs aspiradores vieram revolucionar a vida doméstica. Ao início. pensei que estes robôs não passavam de um “brinquedo caro”, mas com dois bebés em casa, a levar a boca tudo o que apanham do chão, rapidamente me rendi às evidências.

O aspirador que compramos foi o Deebot DM81, da marca Ecovacs. Para além de aspirar, o Deebot também “passa a esfregona” (funcionalidade conhecida como MOPA), possuindo igualmente um filtro poderoso de poeiras.


Prepare a casa


Após o entusiasmo inicial, e de ver o funcionamento do aspirador, rapidamente percebi que a minha casa tinha de ser preparada para que o robô pudesse ser mais eficiente.



Como tal, tive de remover tapetes de pelo mais comprido (para evitar que o aspirador ficasse preso), remover obstáculos “trabalhosos” como as pernas das cadeiras, e bloquear a passagem do robô para partes em que eu não necessitava de aspirar, ou em que o robô poderia arranjar problemas (como fios elétricos).


Aspiração


O resultado da aspiração foi excelente, conseguindo um chão completamente limpo, isto claro, após diversas passagens. A possibilidade de limpar o chão com a esfregona (mopa) é excelente, no entanto, o robô apresentava alguns problemas em tijoleira, começando a patinar no chão já molhado.

De resto, o robô conseguiu ser autónomo, e concluiu o trabalho voltando à estação de carregamento. A busca da estação foi um pouco demorada, atendendo a que o robô estava longe, tendo passeado tipo "moribundo" pela casa até finalmente a encontrar. Como é óbvio, eu poderia usar o comando remoto para o levar para a estação, mas o objectivo era saber se ele conseguia sozinho.


Ruído


Segundo o fabricante o Deebot DM81 produz um ruído máximo de 57 decibéis. Ou seja, é um aspirador relativamente silencioso, e a prova, é que as crianças cá de casa não ficam assustadas (pelo contrário, perseguem o aspirador).

Aspirar sempre à mesma hora


O robô permite-lhe ainda programar a aspiração para uma hora definida por si. Dessa forma, garante que sempre que chega a casa, nunca encontrará lixo no chão.

Conclusão


Em termos gerais, o Deebot DM81 merece uma avaliação positiva, pela eficácia na limpeza (que basicamente é o seu objectivo principal). No entanto, é impossível não reparar que este robô é menos "inteligente" que outros modelos do mercado, na mesma margem de preço.



br>
O robô demora muito a encontrar a sua estação, fica preso em tapetes muito peludos, especialmente se possuir a mopa instalada. O modo aleatório é eficaz, mas apenas porque o robô possui uma enorme autonomia (110 minutos). fazendo com que o robô "eventualmente" passe por todos os sítios.

Como resolver: Media Test Failure Check Cable (No Bootable device)

Por Jorge Sampaio → quarta-feira, dezembro 5
Sempre que tenta iniciar o computador, recebe uma mensagem de erro indicando media test failure, check cable (No Bootable device)? Este erro surge quando o computador tenta iniciar o Windows através da rede. Parece estranho certo?


media test failure, check cable (No Bootable device)


Vamos por partes, este erro pode surgir quando a ordem de arranque foi alterada, o disco rígido não é detectado, ou o computador simplesmente não possui o Windows instalado (por exemplo, caso tenha instalado um disco novo).  Antes de equacionar o pior cenário (avaria do disco rígido), vamos começar por excluir as primeiras hipóteses.


1. Verificar ordem de arranque


Para verificar a ordem de arranque, será necessário aceder à configuração da BIOS (ou UEFI). Para isso, basta pressionar a respetiva tecla de atalho (normalmente F2, F10 ou DEL, consoante as marcas) na primeira tela que surge quando liga o PC.

Procure pela opção Boot (ou Boot Priority), e coloque o disco rígido em primeiro lugar. Se o disco rígido não se encontrar listado, poderá indicar que o mesmo se encontra avariado, ou mal conectado.

Boot Priority

2. Verifique os cabos


Verifique se os cabos do disco rígido estão bem ligados e não possuem sinais de degradação. Se possui um notebook, poderá abrir a tampa que protege o acesso ao disco rígido, e verificar se o disco se encontra bem ligado.

Em alternativa, experimente conectar o disco em outro computador, por exemplo, usando um cabo SATA para USB, permitindo compreender se o disco é reconhecido.

3. Disco novo?


Se instalou um disco novo, irá necessitar de instalar o Windows. Para isso, será necessário criar um suporte de instalação (DVD ou pendrive USB).  Para mais detalhes, consulte o seguinte tutorial: Criar um DVD do Windows.

Dica: Se pretende instalar um disco novo, sem perder os seus arquivos, e manter a licença do Windows, poderá simplesmente clonar o seu disco antigo.

Encontrou uma solução diferente? Envie o seu comentário e ajude outros leitores que enfrentam o mesmo problema. Obrigado.

Como monitorizar uso da Placa Gráfica (GPU e FPS)

Por Jorge Sampaio → terça-feira, dezembro 4
Precisa de monitorizar a utilização da placa gráfica durante um jogo, bem como obter o número de Frames por segundo (FPS)? É muito simples, na prática, poderá usar o Gestor de Tarefas do Windows para controlar a utilização do GPU, ou um programa específico como o AfterBurn para obter mais informações como os FPS, temperatura, etc.

Vamos começar pelo Gestor de Tarefas, na atualização Falls Creator Update do Windows 10 (também conhecida por 1709) a Microsoft passou a disponibilizar a monitorização da placa gráfica de forma nativa.



A Microsoft garante que os resultados exibidos no Gestor de Tarefas são mais precisos, do que os programas externos. O Gestor de Tarefas poderá ser colocado "sempre visível", o que lhe permitirá visualizar a utilização do GPU, mesmo quando está a executar um jogo.



1. Usando o Gestor de Tarefas



Comece por abrir o Gestor de Tarefas, pressionando as teclas de atalho CTRL+SHIFT+ESC ou simplesmente pressionado com o botão direito do rato no menu Iniciar e selecionar o Gestor de Tarefas. Agora clique nos separadores do gestor de tarefas com o botão direito do rato e marque a opção GPU. Agora já poderá monitorizar a utilização que cada programa dá à placa gráfica.


Se pretender controlar a utilização da placa gráfica dentro de um jogo, poderá usar a opção "sempre no topo" do Gestor de tarefas. Para isso, basta clicar no separador "Opções" e marcar a seleção do "Sempre visível".

2. Usar um programa para monitorizar GPU durante um jogo



Caso deseje obter informação mais detalhada, como a utilização do GPU, CPU, RAM e ainda obter informação sobre a temperatura dos componentes e os FPS, poderá usar o MSI AfterBurner.  O programa foi desenhado para ajudar o utilizador a fazer um overclock a placas gráficas, no entanto, também pode ser usado para obter informação relevante da performance do dispositivo.

Na prática, basta baixar e extrair todos os arquivos do programa. Proceda à instalação do programa (suporta o idioma português). O AfterBurner irá instalar um segundo componente, neste caso o Riva Tuner. Após concluir a instalação execute o MSI AfterBurner e clique no botão de opções (roda dentada). Em seguida, aceda ao separador "Monitoramento". Marque as informações que pretende "Exibir na tela".


Está pronto, agora quando executar um jogo, surgirá a informação que selecionou.



Dica Bónus:

Se não ficar totalmente satisfeito, poderá usar o programa alternativo "Fraps". Se costuma jogar títulos do Steam, poderá usar a ferramenta nativa para exibir os FPS. Para isso, basta aceder ao menu "Configurações" - In Game. E marcar a opção para exibir os FPS.

Como Aumentar o Volume de Vídeos (2 soluções)

Por Jorge Sampaio → terça-feira, novembro 13
Precisa de aumentar o volume de vídeos baixados da Internet, ou mal gravados? Não se preocupe, neste tutorial iremos dar a conhecer duas soluções eficazes. Para isso, iremos usar dois programas: o Wondershare Filmora (gratuito para testar) e o VirtualDub (gratuito).

1. Aumentar o volume com o WonderShare Filmora


O Wondershare Filmora é um excelente editor de vídeos, sendo usado pela nossa equipa para fazer os vídeos do nosso canal do YouTube. Para aumentar o volume do vídeos basta executar o Filmora e lançar o "Modo Completo".

wondershare filmora


Clique no botão "Importar" para adicionar o vídeo que pretende editar. Arraste o vídeo para a Timeline para iniciar a edição. Clique com o botão direito do rato no vídeo e selecione "Editar". Escolha o separador "Áudio" e arraste o valor do Volume para o patamar que desejar.

editar volume no filmora


Para terminar, basta exportar o seu vídeo clicando em no botão "Exportar"e selecionando o formato de vídeo desejado. Está pronto.



2. Aumentar volume do vídeo usando o programa gratuito VirtualDub


O VirtualDub é um programa gratuito, que pode ser usado para aumentar o volume dos seus vídeos facilmente. O programa não requer instalação, e pode ser "complementado" usando plugins.

Na prática, basta aceder ao Menu "File" e abrir o vídeo que pretende editar (para abrir arquivos .mp4, leia a parte final do artigo). Agora, aceda ao menu "Áudio" e selecione a opção "Full Processing Mode". Volte a aceder ao menu "Áudio" e clique na opção "Volume" que já deverá estar ativa.

aumentar volume no virtualdub


Agora, selecione quantos decibéis pretende aumentar no volume do vídeo. Por fim, basta exportar o vídeo acedendo ao menu "File" -  "Save as AVI" (para guardar no formato .avi), ou "Export" para guardar num formato diferente (sendo necessário alguns encoders).

Importante (editar mp4):
Para conseguir editar vídeos no formato .mp4, será necessário adicionar o plugin FFMpeg Input Plugin. Na prática, basta baixar o plugin e extrair os arquivos. Adicione os arquivos extraídos na pasta "plugins" do diretório onde extraiu VirtualDub. Será necessário reiniciar o VirtualDub para que o plugin seja reconhecido.

Ficou com dúvidas? Envie o seu comentário, teremos todo o gosto em ajudar.


Como colocar dois HD em um Notebook (Tutorial)

Por Jorge Sampaio → sexta-feira, novembro 9
Precisa de aumentar a capacidade de armazenamento do seu notebook? E que tal adicionar um segundo HD? O seu notebook irá usar um disco para executar o sistema operativo (de preferência um disco SSD para um melhor desempenho) e outro para armazenamento, sendo reconhecido como uma segunda partição.

Como colocar dois HD em um Notebook

Claro que você também poderia usar um disco externo, no entanto, optar por um segundo disco interno torna-se mais cómodo. Além disso, evita o transporte e possíveis esquecimentos do disco externo.

O segredo consiste na utilização de um adaptador "HDD / SSD caddy" que permite instalar o segundo disco no local da drive ótica de DVD. E sim, será necessário abdicar da drive de DVD para ligar o segundo disco, isto porque é o único dispositivo que usa uma entrada SATA, e claro, nos notebooks não existem slots de expansão.

caddy ssd / hdd


No entanto, nada o impede de conectar novamente essa drive caso seja necessário. Hoje em dia, o CD / DVD já perderam o estatuto de suporte principal de armazenamento de dados, sendo substituídos por pendrives, ou até mesmo armazenamento em nuvem.



Colocar dois HD em um notebook



1. Comece por colocar o HD que pretende conectar dentro do caddy, tendo em atenção à posição da ficha de ligação. Desligue o seu computador e remova a bateria.

2. Agora, remova a Drive de DVD do seu notebook (normalmente presa por um parafuso). Caso tenha dúvidas, poderá fazer uma pequena pesquisa na Internet para o modelo do seu notebook em questão.

3. Agora, basta introduzir o caddy já com o segundo disco rígido. Volte a introduzir a bateria e ligue o computador. Se tudo correu bem, o seu novo disco será reconhecido como uma nova partição. Fácil e eficaz, os problemas de armazenamento ficaram resolvidos.

Como denunciar notícias falsas no Facebook | SafePC Tuga

Por Jorge Sampaio → quinta-feira, novembro 8
As notícias falsas já demonstraram que conseguem influenciar a opinião pública, sendo que ganharam uma maior preponderância nos últimos tempos, quando começaram a ser usadas para obter benefícios políticos e influenciar eleições.

Detetar uma notícia falsa não é fácil, e até grandes empresas de comunicação já foram induzidas em erro, publicando noticias aparentemente verdadeiras nas suas páginas, para mais tarde reconhecer o erro e as retirar.

fake news


As redes sociais são a principal ferramenta de quem usa este tipo de artimanha, que permite ganhar dinheiro iludindo as pessoas.

Se atendermos que o Facebook  é o "rei" das redes sociais, seria expectável uma intervenção e assim foi. Para começar, tanto Google como Facebook decidiram remover sites de notícias falsas dos seus serviços de monetização (impedindo que esses sites lucrassem com anúncios).

Para aprofundar o combate às noticias falsas, o Facebook decidiu criar uma opção específica, que permite aos utilizadores denunciar notícias falsas.

Como denunciar notícias falsas no Facebook



Para isso. basta selecionar a publicação que você acredita ser falsa e clicar no botão "3 pontos"- "Dar feedback sobre essa publicação". Em seguida marque opção notícia falsa e pressione o botão enviar.

Como denunciar notícias falsas Facebook


O Facebook disponibiliza ainda outras opções como a possibilidade de bloquear a pessoa que publicou, ocultar as publicações dessa pessoa, ou enviar uma mensagem pedindo à pessoa para alterar o conteúdo da publicação. Estás opções não são obrigatórias podemos simplesmente clicar no botão concluir.

Conclusão:


No fundo, é muito simples pensar que denunciar notícias falsas não é a nossa obrigação. No entanto, se atendermos à forma como a opinião publica é moldada baseado nestas notícias, podemos concluir que é um bom ato de cidadania denunciar esta nova "praga" da Internet. No final, não se esqueça de partilhar este tutorial com os seus amigos.

Como dar boot por USB no notebook ASUS (configurar)

Por Jorge Sampaio → quarta-feira, novembro 7
Necessita de arrancar um notebook Asus por USB ou DVD, mas não encontra os mesmos listados nas opções de arranque? Saiba como resolver o problema facilmente.

Por vezes é necessário iniciar o computador através de um dispositivo diferente do habitual (neste caso o disco rígido), seja para reinstalar o Windows, remover a senha de arranque esquecida, remover malware, etc.

Como dar boot por USB no notebook ASUS


Em computadores mais recentes (equipados com o Windows e 8/10) os fabricantes começaram a introduzir a opção secure boot que impede a alteração dos arquivos de arranque do Windows.

Esta medida foi uma implementação por parte da Microsoft aos fabricantes, que pretendia dessa forma melhorar a segurança do utilizador, e impedir que versões modificadas do Windows (por exemplo, por malware) pudessem ser executadas.



Como habilitar o USB no arranque do Asus



Comece por aceder às configurações da UEFI pressionando a tecla F2 enquanto pressiona o botão Power para ligar do computador (não solte o F2 até surgir a tela da BIOS). Caso tenha dificuldades, poderá aceder ao UEFI através do ecrã de login do Windows, bastando para isso pressionar (sem largar) a tecla shift e clicar no botão “Power” - Reiniciar.

O Windows irá então carregar a tela de recuperação. Clique na opção "Resolução de Problemas" - "Definições de Firmware e UEFI".

aceder à uefi através do windows


Agora aceda ao separador “Security” desative a opção secure Boot (coloque em disabled). No separador “Boot”, também deverá desativar a opção Fast Boot.



Reinicie o computador e volte a aceder às configurações da UEFI. No separador Boot escolha a opção Lauch CSM. Salve as alterações e saia da configuração. Com a Pen USB já introduzida, volte a aceder novamente à configuração da UEFI. Aceda ao separador Boot, agora já poderá alterar o campo Boot option #1 para o seu dispositivo USB. Está pronto.