transcrever audio em texto
Destaque
Por Jorge Sampaio

Está cansado de escrever textos intermináveis? Use a sua voz para escrever mais rápido e sem cansar as suas mãos. Para isso, basta usar o reconhecimento de voz do Google para escrever os seus textos.

Posts Recentes

Como resolver: "Secure Boot Violation" no arranque do PC

Por Jorge Sampaio → quinta-feira, dezembro 13
Sempre que tenta iniciar o computador, depara-se com uma tela vermelha dizendo "Secure Boot Violation"? Não se preocupe, por muito assustador que possa parecer, o erro pode ser resolvido através da opções da MotherBoard (BIOS /UEFI).

Apesar do Secure Boot estar desenhado para o Windows 8 e Windows 10, alguns computadores com Windows 7 também podem apresentar o problema, visto que algumas motherboards permitem ativar esta funcionalidade, independentemente do sistema operativo instalado.

Secure Boot Violation


O que é o Secure Boot?


Em computadores modernos (equipados com o Windows e 8/10), os fabricantes começaram a introduzir a opção secure boot que impede a alteração dos arquivos de arranque do Windows.

Esta medida foi uma implementação por parte da Microsoft aos fabricantes, que pretendia dessa forma melhorar a segurança do utilizador, e impedir que versões modificadas do Windows (por exemplo, por malware) pudessem ser executadas.

Como resolver?


Na primeira tela de arranque, pressione a tecla de atalho para aceder à configuração da BIOS / UEFI. Normalmente, as teclas usadas são o F2 ou DEL, dependendo do fabricante. Agora aceda ao separador “Security” desative a opção "Secure Boot" (coloque em disabled).

desativar o secure boot


Em alguns modelos ASUS, poderá pressionar a tecla F7 para aceder às opções avançadas. Em seguida, navegue até Advanced Boot Menu > Boot Secure Boot e no campo "OS Type", altere para "Other OS". Salve as alterações e reinicie o computador.

Recuperar para versão de fábrica


Alguns dos nossos leitores indicaram que o problema só ficava resolvido quando revertiam o PC para estado original de fábrica (sugestão do suporte do fabricante). No entanto, este método implica a perda de arquivos pessoais, e só pode ser aplicado em computadores que ainda possuam a partição recovery.

Para mais detalhes consulte o seguinte tutorial: Como reverter o PC para o estado original de fábrica.

Como resolver: Erro 0x80070002 e 0x80070003 ao atualizar Windows

Por Jorge Sampaio →
O erro 0x80070002 ou 0x80070003 são bastante comuns, surgindo quando o Windows não consegue instalar as atualizações. Este erro também pode ser acompanhado por uma mensagem indicando que o "Serviço de Transferência Inteligente em Segundo Plano" parou de funcionar.

Para resolver o problema, basta executar alguns procedimentos simples, que consistem em excluir os arquivos temporários do Windows Update, e reiniciar os serviços relacionados.

Método 1: Verifica Firewall


Instalou algum programa de segurança recentemente, que possua uma firewall? Se sim, talvez seja boa ideia desativar temporariamente essa mesma firewall, e verificar se o Windows Update funciona corretamente. Para isso, basta verificar os ícones junto ao relógio do Windows. Por norma todos os programas de segurança estariam listados nessa zona, incluindo a firewall possibilitando a desativação.

Método 2: Remover arquivos temporários do Windows Update


Excluir os arquivos temporários do Windows Update, obriga o sistema a baixar tudo novamente, substituindo possíveis arquivos danificados. Para resolver, comece por pressionar as teclas de atalho "Windows + R" e na caixa de execução %windir%\softwaredistribution\


0x80070002 e 0x80070003


Na pasta "SoftwareDistribuiton" apague todo o conteúdo (o Windows pode impedir que alguns arquivos sejam eliminados).

Método 3: reiniciar componentes do Windows Update


Caso o erro 0x80070002 não tenha desaparecido, poderá experimentar reiniciar os serviços do Windows Update. Para isso, comece por iniciar a linha de comandos em modo de administrador.

Para isso, basta fazer uma pesquisa usando a pesquisa do Windows. Com o botão direito do rato selecione "Executar como administrador".

executar como administrador



Agora digite os seguintes comandos, seguidos da tecla [Enter]

  • net stop bits 
  • net stop wuauserv 
  • net stop msiserver 
  • net stop cryptsvc


Agora, vamos iniciar novamente os serviços, mudando apenas de stop para start:

  • net start bits 
  • net start wuauserv 
  • net start msiserver
  • net start cryptsvc

Método 4 Sfc (System File Check)


Outra forma de resolver o problema é usando a ferramenta System File Check. Este procedimento usa uma ferramenta nativa do Windows, pelo que dispensa a instalação de programas externos.

Para isso, comece por pressionar as teclas de atalho CTRL+ SHIFT + ESC, para iniciar o gestor de tarefas. Aceda ao separador Ficheiro (ou Arquivo) - Nova Tarefa.Na caixa que surge, digite cmd.exe e marque a caixa de verificação “Criar esta tarefa com privilégios de administrativos”.

Na linha de comandos do Windows digite o seguinte comando:

sfc /scannow

O Windows irá iniciar a verificação dos arquivos do sistema, e corrigir todos os problemas encontrados, mesmo os problemas não relacionados com a ativação do Windows (o que até poderá ser benéfico).



Caso tenha alguma dúvida, poderá visualizar o nosso vídeo no YouTube:





Como resolver: Erro 0x80070020 ao atualizar o Windows

Por Jorge Sampaio →
Sempre que tenta instalar uma atualização do Windows, recebe uma mensagem de erro com o código 0x80070020? Este erro pode ser resolvido facilmente, fazendo um "Reset" ao Windows Update.

Método 1: Solução de problemas do Windows Update.



  • Comece por aceder ao menu Iniciar e selecione "Definições" (Configurações), ou pressione as teclas Windows + I. 
  • Aceda a "Atualizar e segurança" > "Resolução de problemas". Agora, selecione a opção "Windows Update".

Aguarde enquanto o Windows analisa o sistema e aplica todas as soluções necessárias automaticamente. Se tudo correr bem, o erro 0x80070020 do Windows Update será resolvido.

Erro 0x80070020 ao atualizar o Windows

Método 2: Excluir pasta de downloads temporários


Sempre que é necessário instalar um update, o Windows baixa todos os arquivos necessários para uma pasta denominada SoftwareDistribution. Uma forma de corrigir erros do Windows Update, é apagar esses arquivos temporários, obrigando o Windows a baixar novamente todos os arquivos.

Para isso, basta pressionar as teclas de atalho "Windows + R"e na caixa de execução %windir%\softwaredistribution\




Na pasta "SoftwareDistribuiton" apague todo o conteúdo (o Windows pode impedir que alguns arquivos sejam eliminados).

Método 3: Reset dos componentes do Windows Update


Comece por iniciar a linha de comandos em modo de administrador. Para isso, basta fazer uma pesquisa usando a pesquisa do Windows. Com o botão direito do rato selecione "Executar como administrador".



Agora digite os seguintes comandos, seguidos da tecla [Enter]


  • net stop bits 
  • net stop wuauserv 
  • net stop msiserver 
  • net stop cryptsvc

Agora, vamos iniciar novamente os serviços, mudando apenas de stop para start:


  • net start bits 
  • net start wuauserv 
  • net start msiserver
  • net start cryptsvc


Poderá ser necessário reiniciar o computador para que o problema desapareça por completo. Caso necessite de ajuda adicional, envie o seu comentário.

Caso tenha alguma dúvida, poderá visualizar o nosso vídeo no YouTube:





Conheça o robô Aspirador Deebot DM81

Por Jorge Sampaio → terça-feira, dezembro 11
Os robôs aspiradores vieram revolucionar a vida doméstica. Ao início. pensei que estes robôs não passavam de um “brinquedo caro”, mas com dois bebés em casa, a levar a boca tudo o que apanham do chão, rapidamente me rendi às evidências.

O aspirador que compramos foi o Deebot DM81, da marca Ecovacs. Para além de aspirar, o Deebot também “passa a esfregona” (funcionalidade conhecida como MOPA), possuindo igualmente um filtro poderoso de poeiras.


Prepare a casa


Após o entusiasmo inicial, e de ver o funcionamento do aspirador, rapidamente percebi que a minha casa tinha de ser preparada para que o robô pudesse ser mais eficiente.



Como tal, tive de remover tapetes de pelo mais comprido (para evitar que o aspirador ficasse preso), remover obstáculos “trabalhosos” como as pernas das cadeiras, e bloquear a passagem do robô para partes em que eu não necessitava de aspirar, ou em que o robô poderia arranjar problemas (como fios elétricos).


Aspiração


O resultado da aspiração foi excelente, conseguindo um chão completamente limpo, isto claro, após diversas passagens. A possibilidade de limpar o chão com a esfregona (mopa) é excelente, no entanto, o robô apresentava alguns problemas em tijoleira, começando a patinar no chão já molhado.

De resto, o robô conseguiu ser autónomo, e concluiu o trabalho voltando à estação de carregamento. A busca da estação foi um pouco demorada, atendendo a que o robô estava longe, tendo passeado tipo "moribundo" pela casa até finalmente a encontrar. Como é óbvio, eu poderia usar o comando remoto para o levar para a estação, mas o objectivo era saber se ele conseguia sozinho.


Ruído


Segundo o fabricante o Deebot DM81 produz um ruído máximo de 57 decibéis. Ou seja, é um aspirador relativamente silencioso, e a prova, é que as crianças cá de casa não ficam assustadas (pelo contrário, perseguem o aspirador).

Aspirar sempre à mesma hora


O robô permite-lhe ainda programar a aspiração para uma hora definida por si. Dessa forma, garante que sempre que chega a casa, nunca encontrará lixo no chão.

Conclusão


Em termos gerais, o Deebot DM81 merece uma avaliação positiva, pela eficácia na limpeza (que basicamente é o seu objectivo principal). No entanto, é impossível não reparar que este robô é menos "inteligente" que outros modelos do mercado, na mesma margem de preço.



br>
O robô demora muito a encontrar a sua estação, fica preso em tapetes muito peludos, especialmente se possuir a mopa instalada. O modo aleatório é eficaz, mas apenas porque o robô possui uma enorme autonomia (110 minutos). fazendo com que o robô "eventualmente" passe por todos os sítios.

Como resolver: Media Test Failure Check Cable (No Bootable device)

Por Jorge Sampaio → quarta-feira, dezembro 5
Sempre que tenta iniciar o computador, recebe uma mensagem de erro indicando media test failure, check cable (No Bootable device)? Este erro surge quando o computador tenta iniciar o Windows através da rede. Parece estranho certo?


media test failure, check cable (No Bootable device)


Vamos por partes, este erro pode surgir quando a ordem de arranque foi alterada, o disco rígido não é detectado, ou o computador simplesmente não possui o Windows instalado (por exemplo, caso tenha instalado um disco novo).  Antes de equacionar o pior cenário (avaria do disco rígido), vamos começar por excluir as primeiras hipóteses.


1. Verificar ordem de arranque


Para verificar a ordem de arranque, será necessário aceder à configuração da BIOS (ou UEFI). Para isso, basta pressionar a respetiva tecla de atalho (normalmente F2, F10 ou DEL, consoante as marcas) na primeira tela que surge quando liga o PC.

Procure pela opção Boot (ou Boot Priority), e coloque o disco rígido em primeiro lugar. Se o disco rígido não se encontrar listado, poderá indicar que o mesmo se encontra avariado, ou mal conectado.

Boot Priority

2. Verifique os cabos


Verifique se os cabos do disco rígido estão bem ligados e não possuem sinais de degradação. Se possui um notebook, poderá abrir a tampa que protege o acesso ao disco rígido, e verificar se o disco se encontra bem ligado.

Em alternativa, experimente conectar o disco em outro computador, por exemplo, usando um cabo SATA para USB, permitindo compreender se o disco é reconhecido.

3. Disco novo?


Se instalou um disco novo, irá necessitar de instalar o Windows. Para isso, será necessário criar um suporte de instalação (DVD ou pendrive USB).  Para mais detalhes, consulte o seguinte tutorial: Criar um DVD do Windows.

Dica: Se pretende instalar um disco novo, sem perder os seus arquivos, e manter a licença do Windows, poderá simplesmente clonar o seu disco antigo.

Encontrou uma solução diferente? Envie o seu comentário e ajude outros leitores que enfrentam o mesmo problema. Obrigado.

Como monitorizar uso da Placa Gráfica (GPU e FPS)

Por Jorge Sampaio → terça-feira, dezembro 4
Precisa de monitorizar a utilização da placa gráfica durante um jogo, bem como obter o número de Frames por segundo (FPS)? É muito simples, na prática, poderá usar o Gestor de Tarefas do Windows para controlar a utilização do GPU, ou um programa específico como o AfterBurn para obter mais informações como os FPS, temperatura, etc.

Vamos começar pelo Gestor de Tarefas, na atualização Falls Creator Update do Windows 10 (também conhecida por 1709) a Microsoft passou a disponibilizar a monitorização da placa gráfica de forma nativa.



A Microsoft garante que os resultados exibidos no Gestor de Tarefas são mais precisos, do que os programas externos. O Gestor de Tarefas poderá ser colocado "sempre visível", o que lhe permitirá visualizar a utilização do GPU, mesmo quando está a executar um jogo.



1. Usando o Gestor de Tarefas



Comece por abrir o Gestor de Tarefas, pressionando as teclas de atalho CTRL+SHIFT+ESC ou simplesmente pressionado com o botão direito do rato no menu Iniciar e selecionar o Gestor de Tarefas. Agora clique nos separadores do gestor de tarefas com o botão direito do rato e marque a opção GPU. Agora já poderá monitorizar a utilização que cada programa dá à placa gráfica.


Se pretender controlar a utilização da placa gráfica dentro de um jogo, poderá usar a opção "sempre no topo" do Gestor de tarefas. Para isso, basta clicar no separador "Opções" e marcar a seleção do "Sempre visível".

2. Usar um programa para monitorizar GPU durante um jogo



Caso deseje obter informação mais detalhada, como a utilização do GPU, CPU, RAM e ainda obter informação sobre a temperatura dos componentes e os FPS, poderá usar o MSI AfterBurner.  O programa foi desenhado para ajudar o utilizador a fazer um overclock a placas gráficas, no entanto, também pode ser usado para obter informação relevante da performance do dispositivo.

Na prática, basta baixar e extrair todos os arquivos do programa. Proceda à instalação do programa (suporta o idioma português). O AfterBurner irá instalar um segundo componente, neste caso o Riva Tuner. Após concluir a instalação execute o MSI AfterBurner e clique no botão de opções (roda dentada). Em seguida, aceda ao separador "Monitoramento". Marque as informações que pretende "Exibir na tela".


Está pronto, agora quando executar um jogo, surgirá a informação que selecionou.



Dica Bónus:

Se não ficar totalmente satisfeito, poderá usar o programa alternativo "Fraps". Se costuma jogar títulos do Steam, poderá usar a ferramenta nativa para exibir os FPS. Para isso, basta aceder ao menu "Configurações" - In Game. E marcar a opção para exibir os FPS.

Como Aumentar o Volume de Vídeos (2 soluções)

Por Jorge Sampaio → terça-feira, novembro 13
Precisa de aumentar o volume de vídeos baixados da Internet, ou mal gravados? Não se preocupe, neste tutorial iremos dar a conhecer duas soluções eficazes. Para isso, iremos usar dois programas: o Wondershare Filmora (gratuito para testar) e o VirtualDub (gratuito).

1. Aumentar o volume com o WonderShare Filmora


O Wondershare Filmora é um excelente editor de vídeos, sendo usado pela nossa equipa para fazer os vídeos do nosso canal do YouTube. Para aumentar o volume do vídeos basta executar o Filmora e lançar o "Modo Completo".

wondershare filmora


Clique no botão "Importar" para adicionar o vídeo que pretende editar. Arraste o vídeo para a Timeline para iniciar a edição. Clique com o botão direito do rato no vídeo e selecione "Editar". Escolha o separador "Áudio" e arraste o valor do Volume para o patamar que desejar.

editar volume no filmora


Para terminar, basta exportar o seu vídeo clicando em no botão "Exportar"e selecionando o formato de vídeo desejado. Está pronto.



2. Aumentar volume do vídeo usando o programa gratuito VirtualDub


O VirtualDub é um programa gratuito, que pode ser usado para aumentar o volume dos seus vídeos facilmente. O programa não requer instalação, e pode ser "complementado" usando plugins.

Na prática, basta aceder ao Menu "File" e abrir o vídeo que pretende editar (para abrir arquivos .mp4, leia a parte final do artigo). Agora, aceda ao menu "Áudio" e selecione a opção "Full Processing Mode". Volte a aceder ao menu "Áudio" e clique na opção "Volume" que já deverá estar ativa.

aumentar volume no virtualdub


Agora, selecione quantos decibéis pretende aumentar no volume do vídeo. Por fim, basta exportar o vídeo acedendo ao menu "File" -  "Save as AVI" (para guardar no formato .avi), ou "Export" para guardar num formato diferente (sendo necessário alguns encoders).

Importante (editar mp4):
Para conseguir editar vídeos no formato .mp4, será necessário adicionar o plugin FFMpeg Input Plugin. Na prática, basta baixar o plugin e extrair os arquivos. Adicione os arquivos extraídos na pasta "plugins" do diretório onde extraiu VirtualDub. Será necessário reiniciar o VirtualDub para que o plugin seja reconhecido.

Ficou com dúvidas? Envie o seu comentário, teremos todo o gosto em ajudar.