Destaque
Por Jorge Sampaio → Abril 09, 2018

Já ouviu falar do programa WonderShare Filmora? Ainda não sabe do que se trata? Nesse artigo nós explicamos tudo e lhe passamos um review do...

Posts Recentes

Como resolver o erro 0xc0000185 (PC / Dispositivo tem de ser reparado)

Por Jorge Sampaio → quarta-feira, agosto 8
Neste tutorial, iremos explicar como resolver o erro 0xc0000185 (PC / Dispositivo tem de ser reparado), que surge durante o arranque do computador. Esse erro gera uma tela azul, com a mensagem que um arquivo importante se encontra danificado ou em falta, obrigando o usuário a reiniciar o computador.

Para resolver, poderá usar a reparação automática do Windows, ou usar a linha de comandos para corrigir manualmente a secção de arranque do Windows.



Como resolver?



Em primeiro lugar, será necessário criar um suporte de instalação do Windows (pendrive ou DVD). Para isso, será necessário baixar o arquivo .iso do Windows e criar um suporte de instalação.

É importante salientar, que é possível usar outro computador (por exemplo de um amigo) para criar o suporte (não interfere com a sua licença do Windows).

Resolver: Este Aplicativo foi Bloqueado Para a Sua Proteção

Por Jorge Sampaio → quinta-feira, agosto 2
Sempre que tenta instalar um programa, ou executar um aplicativo recebe uma mensagem de erro indicando que "Este Aplicativo foi Bloqueado Para a Sua Proteção. Um administrador bloqueou a execução desse aplicativo. Para obter mais informações, contate o administrador"?

Este erro é muito comum, podendo ser exibido quando tenta executar um aplicativo cujo o Windows não consegue identificar o "Fornecedor", ou o fornecedor não é confiável. Na prática, este erro pode surgir em qualquer aplicativo (incluindo antivírus), e até mesmo em programas que já possuía instalado no computador (e foram atualizados).

Este Aplicativo foi Bloqueado Para a Sua Proteção


Como resolver?


Como resolver erro ERR_SSL_VERSION_INTERFERENCE | Chrome

Por Jorge Sampaio → terça-feira, julho 31
ERR_SSL_VERSION_INTERFERENCE é um erro do Google Chrome, que surge ao carregar sites com protocolo ssl (começam por https://). Como a utilização do protocolo SSL passou a ser praticamente "obrigatório" (visto que, os sites que não usam são penalizados nos rankings), este erro começou a surgir com maior frequência.

ERR_SSL_VERSION_INTERFERENCE

Como corrigir?


Vamos começar pelo básico, ou seja, excluir os arquivos temporários (cache) do seu navegador. A forma mais simples de o fazer é pressionando as teclas de atalho CTRL+SHIFT+DELETE. Agora, basta confirmar a exclusão dos Limpar dados de navegação.

limpar cache no chrome

Em segundo lugar, experimente aceder ao mesmo site que apresenta o problema em modo incógnito. Para isso, basta aceder ao menu do seu navegador e selecionar a opção "Nova janela sem registo (CTRl+SHIFT+N).

No modo incógnito não são carregados os "add-ons" do navegador. Ou seja, se a página carregar corretamente, poderá indicar que um desses "add-ons" está a provocar o erro. Nesse caso, aceda às Definições do Google Chrome e selecione "Mais Ferramentas" - Extensões.

extensões do google chrome


Desative todas as extensões ativas e recarregue a página. Caso o problema não seja apresentado, confirma que o problema era um conflito com uma extensão. Deverá ativar as extensões (uma a uma) até encontrar a "culpada".


Outras soluções: 

1. Verifique se a data e a hora do seu computador estão corretas;
2. Aceda às Definições do Google Chrome e clique em "Avançadas". No final da página, clique na opção "Repor as predefinições originais das definições" e confirme a operação.

repor definições do google chrome


3. Ainda nas Definições do Google Chrome, e clique em "Avançadas". Na secção "Sistema" desative a opção "Utilizar aceleração de hardware sempre que estiver disponível". Para concluir, será necessário reiniciar o Chrome.

4. Caso o Google Chrome continue a apresentar o erro "ERR_SSL_VERSION_INTERFERENCE", experimente usar o programa Complete Internet Repair para corrigir o problema. Para mais detalhes consulte o seguinte tutorial: Como reparar conexão à Internet

Como resolver o erro 0xc000014c do Windows? [Resolvido]

Por Jorge Sampaio → domingo, julho 29
Sempre que inicia o seu computador recebe um erro com a mensagem: "Recuperação o computador / dispositivo precisa de reparo - Código de erro: 0xc000014c"? Não se preocupe, existem duas formas de resolver o problema, e em ambas não é necessário formatar (não perdendo os seus dados).



O erro pode surgir quando os arquivos de arranque do Windows ficam corrompidos, por exemplo, por uma falha de energia, ou encerramento súbito do Windows, mas também podem ocorrer pela utilização de software ou driver corrompido.

Para resolver, poderá usar o Restauro do Sistema, que permite "voltar atrás no tempo", para um período em que o seu computador funcionava correctamente, ou corrigir manualmente os arquivos de arranque do Windows (BCD).

Restauro de sistema



Para começar, será necessário criar um suporte de instalação do Windows (pendrive ou DVD). Para isso, será necessário baixar o arquivo .iso, diretamente dos servidores da Microsoft.

Como o seu computador apresenta problemas, será necessário usar outro computador (por exemplo, de um amigo) para criar o suporte (não interfere com a sua licença do Windows).

Para mais detalhes sobre a criação de uma mídia do Windows, consulte o seguinte tutorial: criar mídia de instalação do Windows.

Após a criação do suporte de arranque, deverá conectar o mesmo ao computador que pretende reparar e alterar a ordem de arranque na BIOS / UEFI. Ou seja, iremos dizer ao computador onde deve procurar primeiro pelo Windows, neste caso, será a pendrive ou DVD do Windows que criou.

Na tela ecrã que surge, selecione a opção "Reparar o meu computador". Selecione a opção "Resolução de problemas".



Agora selecione a opção "Restauração do sistema", que irá reverter todas as alterações prejudiciais aplicadas no sistema. Caso o problema não desapareça, poderá ainda aplicar o "Reparo Automático" que lhe permite recuperar o arranque do Windows automaticamente.



2. Reconstruir a secção BCD



Caso o problema não tenha desaparecido, será necessário reconstruir a secção BCD, responsável pelo arranque do Windows. Este procedimento pode parecer "assustador" para os usuários menos experientes, no entanto, o processo é bastante autónomo, bastando digitar os comandos de recuperação e deixando o Windows realizar a recuperação.

Para isso, volte a arrancar através do suporte de instalação (DVD ou pendrive, como no procedimento 1). Em seguida, clique em  "Reparar o meu computador" - "Resolução de problemas" > Opções Avançadas >  Prompt de Comando> entre com a sua Conta e digite os comandos abaixo, uma linha de cada vez, seguido da tecla Enter:


bootrec /rebuildbcd


Surgirá uma das seguintes mensagens:

Opção 1:

Scanning all disks for Windows installations. Please wait, since this may take a while... Successfully scanned Windows installations. Total identified Windows installations: 0 The operation completed successfully.


Opção 2:

Scanning all disks for Windows installations. Please wait, since this may take a while... Successfully scanned Windows installations. Total identified Windows installations: 1 [1] D:\Windows Add installation to boot list? Yes/No/All: 


Se visualizar a mensagem Opção 1, significa que é possível detectar a secção BCD, mas não foram detectadas instalações do Windows. Se visualizar a opção 2, poderá saltar automaticamente para o procedimento 6.


1. Nesse caso, digite o seguinte comando:

bcdedit /export c:\bcdbackup

2. Será criado um arquivo de backup bcdbackup. Se tudo correu bem, surgirá a seguinte mensagem:

The operation completed successfully.

3. Agora digite os seguintes comandos, pressionando a tecla [Enter] para confirmar e aplicar o procedimento:

attrib c:\boot\bcd -h -r -s


4. Agora será necessário renomear o nome do arquivo bcd, para bcd.old:

ren c:\boot\bcd bcd.old 

5. Após isso, já será possível criar um arquivo novo:

bootrec /rebuildbcd 

6. No final, deverá surgir a mensagem de sucesso indicando:

Scanning all disks for Windows installations. Please wait, since this may take a while... Successfully scanned Windows installations. Total identified Windows installations: 1 [1] D:\Windows Add installation to boot list? Yes/No/All: 


Para terminar, pressione a tecla Y (Yes) para confirmar e reiniciar o seu computador. Se tudo correu bem, o seu Windows irá iniciar corretamente. Caso tenha resolvido o problema de forma diferente, envie o seu comentário e ajude outros usuários que estão enfrentando o mesmo problema. Obrigado.


Se houver mais dúvidas relacionados ao erro 0xc000014c, ou o comportamento informado ainda persistir, por favor, poste novamente. Estamos à sua disposição. Caso essa informação tenha sido útil, partilhe com os seus amigos ou guarde nos favoritos para futura consulta.

Quais as melhores alternativas ao Camtasia (Top 5)

Por Jorge Sampaio → terça-feira, julho 24
Uma das ferramentas mais conhecidas no mundo para gravação de tela, o Camtasia possui recursos avançados e extremamente profissionais, garantindo sempre alta qualidade de resolução de imagem e áudio.

A questão é que todo esse profissionalismo tem um custo, custo esse que nem todos estão dispostos a pagar ou o mais comum, não possuem recursos para o investimento.

A licença para o Camtasia pode chegar a R$ 994,00, valor um pouco pesado para algumas pessoas que apenas procuram fazer vídeos para o YouTube, mas como fazer para ter acesso aos recursos?



Muitas pessoas utilizam a ferramenta de forma esporádica, outras utilizam como forma de trabalho, seja para qual for a finalidade saiba que o Camtasia não é o único software disponível no mercado, existem opções mais baratas ou até mesmo gratuitas com funções iguais e similares.

Para você que achava que estava sem saída por não poder obter a licença do Camtasia, confira agora as 5 opções mais em conta de similares ao Camtasia.

#1 IceCream Screen Recorder

Esse é um software que assim como o “primo” Camtasia permite a você realizar a captura da tela do seu computador em formatos de imagem ou vídeo. O funcionamento é bem simplificado, logo na home do programa existe a opção “Capture Vídeo” e “Screenshot”, clique na opção desejada e aparecerá na sequência uma janela com as ferramentas disponibilizadas pelo IceCream.



#2 VLC Player

O VLC Player é mundialmente conhecido por seu um dos mais poderosos players de áudio e vídeo, mas o que poucos sabem é que existem outras funções que se destacam nesse software gratuito, como sua captura de tela em alta definição, não te deixando na mão no quesito qualidade.

#3 Screenpresso

Essa é uma das opções que oferecem algumas funções a mais, além da captura de tela. O Screenpresso funciona em segundo plano, deixando a mostra apenas o botão Print Screen, responsável por iniciar a captura de tela.

capturar tela em vídeo screenpresso


Entre as ferramentas adicionais do programa estão: captura por janela ou região, histórico de capturas, editor de imagem, caixa de texto, efeitos e sombra, de borda e contorno, formas geométricas e redimensionamento.

#4 Wondershare Filmora

Conhecido como um dos melhores editores de vídeo do mercado o Wondershare Filmora (tutorial) ficou conhecido por sua facilidade de manuseio, até mesmo para os editores iniciantes. Apesar de ser um editor que pode ser baixado gratuitamente, na versão gratuita os vídeos saem com uma marca d'água.



O que poucos sabem é que a versão gratuita, permite realizar a gravação de tela sem a marca d'água, sendo uma ótima opção para quem busca o recurso do Camtasia com alta qualidade e totalmente free.

#5 Free Screen Recorder

Bem simples de utilizar o Free Screen Recorder, realiza a captura de tela em formato AVI. Esse software permite um pouco mais de personalização por parte do usuário, como a escolha de exibir o cursor ou não, determinar os codecs, tamanho e qualidade do vídeo, além de configuração de captura de áudio.

Com interface simples, possibilita que até mesmo os usuários mais experientes tenham facilidade de utilizá-lo, já que as funcionalidades estão nítidas na home. Outro ponto positivo é o seu tamanho, não ocupando muito espaço em seu computador como os demais.

#Bônus: Atomic Active Presenter



Esse é dos mais completos, sendo ideal para quem precisa produzir tutoriais ou apresentações mais elaboradas, já que além do recurso de gravação de tela o Atomic Active Presenter ainda permite a criação de apresentações de slides profissionais, nada de imagem e texto aos moldes Powerpoint.

O programa dá a possibilidade de apresentações mais completas e com designer mais convidativo, sendo uma opção de alta qualidade e gratuita para você.

E aí curtiu nossas dicas? Deixe aqui nos comentários e não esqueça de compartilhar!

Como resolver o erro 0x80070003 ao atualizar ou instalar aplicativos (Windows)

Por Jorge Sampaio → segunda-feira, julho 23
Neste tutorial, iremos explicar como resolver o erro 0X80070003 da loja de aplicativos do Windows, que surge quando o usuário tenta atualizar ou instalar um aplicativo. As atualizações são essenciais para liberar novas funcionalidades e corrigir erros, no entanto, se o aplicativo possuir algum arquivo corrompido, ou a sua loja de aplicativos apresentar problemas, surge o erro 0x80070003.

resolver o erro 0x80070003


1. Wsreset



A primeira solução consiste na limpeza dos arquivos cache da loja de aplicativos. Este procedimento NÃO apaga os seus aplicativos, sendo recomendado pela própria Microsoft, permitindo resolver uma enorme variedade de problemas.

Para isso, comece por pressionar as teclas de atalho CTRL+SHIFT+ESC para abrir o "Gestor de Tarefas". Aceda ao menu "Arquivo" (ou Ficheiro) - Nova Tarefa. Digite "cmd.exe" (sem aspas) e marque a caixa de verificação "Executar com privilégios de Administrador". Na linha de comandos do Windows digite "wsreset.exe" (sem aspas) e aguarde que o processo termine.

resolver problemas com aplicações no windows


2. Resolução de problemas do Windows



Outra solução consiste em executar a resolução de problemas do próprio Windows. Para isso, comece por aceder ao menu Iniciar - definições (ou Configurações) - Atualizar e segurança - Resolução de problemas - Aplicações da Loja Windows - Executar a resolução de problemas.

Caso o leitor tenha resolvido o problema de forma diferente, envie o seu comentário partilhando a solução e ajude outros usuários na mesma situação. Obrigado.

Diferença entre SATA I, SATA II e SATA III

Por Jorge Sampaio → terça-feira, julho 17
SATA, ou Serial ATA veio substituir o padrão IDE (Integrated Drive Electronics), depois chamado de PATA – Parallel ATA. A diferença está no uso de cabos mais pequenos, de apenas 7 fios, enquanto antes eram usados 40 fios. Atualmente existem 3 gerações de SATA. Neste artigo vamos mostrar-lhe a diferença entre SATA I, SATA II e SATA III.

Diferença entre SATA I, SATA II e SATA III


Qual a diferença entre SATA I, SATA II e SATA III



São três gerações diferentes de SATA, o que obviamente acarreta diferenças entre elas. Vejamos detalhadamente qual a diferença entre SATA I, SATA II e SATA III, caracterizando cada uma delas individualmente.



SATA I

Também conhecido como SATA/150, é caracterizado por uma taxa de transferência de 150 MB/s. O SATA I era bastante usado em HDs. Funciona a 1,5 GHz e usava cabos maiores que os IDE e ATA/133.

Apesar da taxa de transferência ser de 150 MB/s, na prática uma taxa de transferência de 120 MB/s já era muito boa, sendo alcançada apenas por discos rígidos mais rápidos.

Esse padrão só conseguia lidar com uma transação de cada vez, e apresentava algumas falhas. Essas foram corrigidas no SATA II.

SATA II

Também designado de SATA/300. O SATA II duplicou a taxa de transferência do SATA I para 300 MB/s. A criação desse padrão SATA foi possibilitado pelo lançamento do chipset NVIDIA nForce4, o qual aumentou o clock dos discos rígidos. Esse padrão implementou o recurso Native Command Queuing, permitindo que os HDs aceitassem mais do que uma requisição simultaneamente.

Ao SATA II acrescentou-se ainda a taxa de sinalização à Physical Layer, e foi isso que permitiu a duplicação da taxa de transferência em comparação com o SATA I.

Apesar dos dispositivos compatíveis com SATA II funcionassem nas portas SATA I, este trabalhava na velocidade de 150 MB/s.

SATA III

Também chamado de SATA/600. Essa atualização do SATA foi crucial para os SSDs. Esse padrão SATA foi lançado a 27 de maio de 2009, apesar de ter sido finalizado em 18 de agosto de 2008. Como pudemos ver ao longo desse artigo, a grande diferença entre SATA I, SATA II e SATA III é a velocidade de transferência, sendo que no SATA III saltou para os 600 MB/s, o dobro do SATA II.

O SATA III foi muito importante para que os SSDs fossem popularizados, especialmente porque atingem muito maiores velocidades de escrita e leitura que os HDs. Para ter uma ideia clara do que falamos, os controladores usados pela Kingston, os SandForce, chegam aos 500 MB/s de taxa de escrita e leitura com facilidade.

discos ssd


Foi precisamente por causa do SATA III que os SSDs (Solid State Drives) evoluíram até como os conhecemos atualmente, com altas velocidades, além de aceleração de inicialização do sistema operacional.



Existe uma enorme diferença entre SATA I, SATA II e SATA III, e não é à toa que a cada padrão lançado várias mudanças foram surgindo, evoluindo em cada um deles, permitindo também a evolução de muitos outros aspectos da tecnologia.